Pesquisa do Blog

16 de mar de 2010

2- Como usar o microondas

A energia das microondas cozinha os alimentos rapidamente, mas nem sempre por igual. Como o calor è conduzido das bordas para o centro, pode acontecer que as bordas fiquem cozidas demais enquanto o centro do alimento continua cru.
A própria composição dos alimentos, o tamanho e o formato, a densidade e espessura, a quantidade de água ou gordura contida no alimento também pode modificar a ação das microondas.
No entanto, não fique preocupada, isso não é nenhum bicho de sete cabeças e há técnicas especiais para que todo o alimento possa ser cozido par igual, preservando todos os nutrientes, sabor e textura.

  • Sobre os alimentos e sua composição:
A água atrai mais rapidamente as microondas. Assim, os alimentos ricos em água como os tomates, ou com baixa umidade como a pipoca, não necessita de adição nem de gordura nem de água para o seu cozimento no microondas. Os alimentos úmidos cozinham melhor e mais rápido no microondas do que aqueles que possuem baixa umidade.

A gordura também atrai as microondas. Assim sendo alimentos como queijo, derrete mais rápido que no fogão ou forno convencional, mas não douram. O bacon doura rapidamente, e eu costumo colocar em baixo umas 3 folhas de papel toalha e 1 sobre o bacon, para absorver toda a gordura e ficar bem crocante. As carnes ricas em gordura cozinham mais rápidas que as mais magras.

O açúcar também atrai as microondas mais rapidamente. Recheio de uma torta doce alcança elevada temperatura mais rapidamente que a massa.

Pedaços grandes de alimentos levam mais tempo para cozinhar do que os pequenos. Por outro lado, quanto maior a área exposta às microondas, mais rápido o cozimento. Rodelas ou palitos de cenoura, por exemplo, assam mais depressa do que pedaços grandes ou a cenoura inteira.

As partes mais finas ou de forma irregular têm cozimento mais rápido que as mais grossas. A posta de peixe, por exemplo, cozinhará de modo mais uniforme que o filé (para que isso não ocorra basta colocar as extremidades mais finas voltadas para o centro do pirex ou prato que estiver usando. Soluções simples e fáceis, que vocês irão aprender aos poucos e eu vou ensiná-las).

Os ossos conduzem calor. Os alimentos que contêm osso assam mais rápidos, assim como as partes próximas ao osso.

Gemas de ovo, ostras e fígado são alimentos que possuem uma membrana sobre eles que precisam ser furadas para não estourarem com o acúmulo de vapor. Neste caso se for fazer um ovo frito, por exemplo, você deverá usar apenas uma colher de café de óleo (penas para untar) em um recipiente próprio para microondas, colocar o ovo e com um palito de dente você deve furar a gema (fazer um pequeno furo não é necessário estourar a gema e misturá-la), para que não estoure e faça aquela lambança dentro do seu forno de microondas.

Salsichas e outros alimentos com películas ou cascas como: batata com casca (furar com um garfo), tomates inteiros (se picados não é necessário), pimentões, entre outros também devem ser furados antes de serem colocados no forno de microondas pelo mesmo motivo das gemas de ovo.

Alimentos densos como as batatas custam mais a cozinhas que os porosos como os pães e bolos.

O tempo de cozimento de um prato depende da temperatura inicial dos alimentos. O cozimento no microondas é tão rápido que isto faz grande diferença. Alimentos à temperatura ambiente, frescos ou enlatados, cozinham bem mais rápido que os gelados. As áreas mais próximas à fonte de energia cozinham mais rápido. Isto é: o peito de um frango, por exemplo, que está mais próximo ao alto do forno de microondas (região que recebe mais energia do forno) provavelmente cozinhará mais depressa que o restante do frango que ficar mais baixo. Porem os pedaços que estiverem como por igual, na mesma altura cozinharão por igual.

Por hoje chega.

Não é preciso ter medo ou achar complicado demais. Aos poucos tentarei tirar todas as suas dúvidas, não tenha pressa.
No início pode parecer difícil, mas tenha a certeza que não é.
O forno de microondas conserva mais os nutrientes dos alimentos do que quando feito em fogão ou forno convencional – por não precisar ou usar o mínimo possível de água para o cozimento dos alimentos, e por tanto as vitaminas não se perdem na água; é muito mais rápido o tempo de preparo de qualquer alimento no microondas; as verduras ficam muito mais verdes se cozidas desta forma; usa-se bem menos ou nada de óleo para o preparo dos alimentos... entre tantas outras vantagens.

Nota:
Em caso de dúvida ou se você quiser fazer alguma pergunta, deixe seu recado que eu terei prazer em responder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário