Pesquisa do Blog

19 de mar de 2013

Zeppole - Dia de São José

Segundo a tradição, o doce tem origens muito antigas, no Império Romano, no início da era cristã. Quando José, Maria e o pequeno Jesus foram obrigados a fugir para o Egito, por causa da perseguição de Herodes. Conta-se que São José, para prover o sustento da família, vendia rosquinhas fritas naquela terra que os acolheu. Dali em diante, a tradição se perpetuou, e essas deliciosas roscas passaram a ser o doce típico da festa em comemoração ao Santo Carpinteiro.



Zeppole é também uma receita típica da cidade de Nápoles, presentes em todas as vitrines de confeitarias da cidade. E como o dia 19 de maço na Itália, comemora-se "O Dia dos Pais". E durante a pesquisa que fiz, fiquei sabendo de uma tradição: todas as pessoas de nome Giuseppe (José) e também todos os outros pais é claro, recebe esses doces deliciosos como um dos presente nesta data... Que forma divina de comemorar um dia especial, não é mesmo? 


Ingredientes:
Massa:
2 ½ xícaras de farinha de trigo
2 ½ xícaras de água
1 ovo
1 xícara de café vinho branco seco
1 pitada de sal

Óleo para fritar
Açúcar de confeiteiro misturado a um poquinho de canela em pó, para polvilhar
Creme pâtissier a gosto para finalizar

Modo de preparo:
- Ferva a água com o vinho e o sal.
- Tire do fogo, junte a farinha e volte ao fogo, agora baixo, mexendo até a massa desgrudar da panela.
- Deixe esfriar, misture o ovo vigorosamente até formar uma massa lisa.
- Coloque a massa em um saco de confeitar com bico largo, e então faça pequenas rosquinhas.
- Frite em óleo bem quente.
- Polvilhe a mistura de canela e açúcar, logo após fritar.

Esta rosquinha já é uma delicia só assim, mas se não achar suficiente, cubra com creme pâtissier (o mesmo que creme de confeiteiro, crema pasticcera,...), ou abra as rosquilhas ao meio e coloque o creme. Veja a receita abaixo.

Ingredientes para o creme pâtissier:
200 ml de leite (primeira parte)
1 colher de sopa de amido de milho
1 colher  de sopa de farinha de trigo
1 ovo
5 gemas passadas pela peneira (para retirar a película que deixa o cheiro de ovo)

300 ml de leite (segunda parte)
110 g de açúcar
1 colher de chá de gotas de baunilha (ou 1/2 fava de baunilha aberta ao meio)
60 g de manteiga, ou margarina

Modo de preparo:
- Dissolva o leite (primeira parte), o amido de milho e a farinha de trigo. Acrescente o ovo e as gemas. Reserve.
- Misture os 300 ml de leite (segunda parte) com o açúcar e a fava de baunilha. Leve para ferver e reserve.
- Adicione as duas misturas reservadas.
- Leve a panela em fogo moderado, e mexa sem parar até engrossar e começar a borbulhar.
- Retire do fogo e acrescente a manteiga.
- Leve a batedeira em velocidade baixa somente para esfriar.
- Passe o creme por uma peneira fina (para deixar o creme beeeemmm lisinho) , coloquem um saco de confeitar e decore os zeppoles como quiser.


Nota: Todas as xícaras quando não mencionadas em nossas receitas, serão sempre xícaras de chá, OK!

12 comentários:

  1. Bom dia, tenho um selinho no blog para ti.
    http://preguicanacozinha.blogspot.pt/2013/03/selinho_19.html

    ResponderExcluir
  2. bom dia, agradeço pea receita

    ResponderExcluir
  3. Márcia,
    eu não conhecia essa tradição, obrigada por compartilhar!
    Amei os bolinhos, ficaram lindos e tentadores!

    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  4. Olá, não conhecia o doce nem a história e gostei de ambos.
    Vou levar comigo a receita para experimentar.

    ResponderExcluir
  5. Uma linda tradição e uma receita tão deliciosa!! Adorei.
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  6. Aquí también celebramos el día de San José como el día del Padre.
    No conocía este dulce que nos traes, pero tiene aspecto de estar muy bueno.
    Besos.

    ResponderExcluir
  7. A receita é maravilhosa e a origem está muito interessante e legal!
    Parabéns e continue trazendo mais novidades.
    Abraços saudosos, Sonia, Hide e Leo

    ResponderExcluir
  8. Belle le tue zeppole, io non ho mai provato a farle perchè non sono tanto brava a friggere, ma grazie al tuo esempio proverò!
    Ciao,
    Simona

    ResponderExcluir
  9. Quem nunca experimentou não tem noção do que esta perdendo.
    Zeppole é divino, muito gostoso mesmo.
    Parabéns divulgar a receita.

    ResponderExcluir
  10. Uma perguntinha: dá pra assar em vez de fritar?

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente eu nunca testei desse jeito... Mas, ele fica bem sequinho e Muuuuuuiiiiiiiito Gostoso (o óleo tem de estar bem quentinho em uma panela larga de preferência, ou um tacho... e você deverá colocar aos poucos, umas 3 rosquinhas, pois doura muito rápido, e é por essa razão não enxarca muito de gordura).
    Obrigada pela visita, volte sempre que quiser e ajude a divulgar o Blog :0)
    Atenciosamente:
    Márcia

    ResponderExcluir