Pesquisa do Blog

3 de set de 2013

Feijão com Arroz uma Dupla Imbatível

Presentes diariamente no prato dos brasileiros, o arroz e o feijão contêm substâncias importantes para o nosso organismo.
Veja o porquê essa dupla é considerada uma combinação perfeita quando consumidos juntos.


Benefícios do Arroz:
1. Rico em vitaminas do complexo B
2. Rico em amido (contribui com a absorção de proteínas e fornece energia)
3. Fácil digestão
4. Raramente provoca alergias

Benefícios do Feijão:
1. Rico em proteínas vegetais
2. Rico em vitaminas do complexo B
3. Rico em ferro, potássio, zinco, entre outros minerais essenciais
4. Rico em fibras

Além dos benefícios demonstrados em separado, a combinação do feijão com arroz é perfeita, pois ambos fornecem os aminoácidos que auxiliam nosso corpo a formar suas próprias proteínas (músculos, pele, cabelos, unhas, ossos, cicatrização). Tudo isso porque os aminoácidos deficientes no feijão são justamente os que estão presentes no arroz. O arroz é pobre no aminoácido lisina, presente no feijão. Este por sua vez, não possui o aminoácido essencial metionina, abundante no arroz. Por este motivo, a mescla proteica, resultante de um prato de arroz e feijão, apresenta um valor biológico equivalente ao da proteína da carne.

Para complementar:
- Aminoácidos essenciais (o organismo não produz, é necessário ser ingerido pela alimentação): Leucina, isoleucina, valina, triptofano, metionina, fenilalanina, treonina e lisina (a histidina é um aminoácido essencial na infância). 
- Aminoácidos não-essenciais (o próprio organismo produz): Alanina, arginina, ácido aspártico, asparagina, ácido glutâmico, cisteína, glicina, glutamina, prolina, serina e tirosina.

O valor das proteínas, vitaminas, acido fólico e do ferro para o nosso organismo:
- As proteínas participam de inúmeras funções no organismo, como transporte e armazenamento de substâncias, crescimento e diferenciação de tecidos (músculo, pele, ossos). 
- As vitaminas do complexo B estão associadas às funções de síntese de proteínas, metabolismo de carboidratos e gorduras, crescimento, formação de células sanguíneas, preservação de células nervosas, maturação das células epiteliais, entre outras. 
- O ácido fólico atua na formação das células, inclusive na produção normal de hemácias, sendo sua deficiência caracterizada pela anemia macrocítica. O zinco está relacionado aos processos de cicatrização, síntese protéica, maturação sexual, imunidade. 
- O mineral ferro é elemento essencial na formação das hemácias e diversos processos biológicos. A sua deficiência caracteriza-se pela anemia microcítica. O potássio atua em reações do organismo, como na produção de energia e no armazenamento de glicogênio e proteínas.
Embora o mineral presente no vegetal não seja tão bem aproveitado pelo organismo quanto o que está nas carnes vermelhas, pode, sim, afastar a anemia. Para melhorar sua absorção, consuma o feijão junto com uma fonte de vitamina C - folhas verdes, suco de laranja, limonada, acerola ou goiaba.

Arroz integral é tudo de bom:
Diferentemente do arroz branco (ou polido), o tipo integral tem preservada a película que envolve o grão. Assim, concentra micronutrientes, como vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio, ferro, potássio e zinco. 
Basicamente composto de amido, o arroz branco, também conhecido como refinado, é fonte de carboidrato de rápida absorção. Consumido diariamente, faz disparar as taxas de açúcar e insulina no sangue, deixando como rastros, além do risco de diabete, uma barriguinha saliente. 
Na comparação com o arroz branco, o negro, que é uma variedade do integral, contém dez vezes mais compostos fenólicos, um grupo de antioxidantes que protegem as células dos radicais livres. Para variar as refeições, faça um rodízio de suas várias versões - o negro, o vermelho e os tipos que unem sete grãos e sete cereais.
Sabemos que altas temperaturas podem reduzir a quantidade de vitaminas do complexo B, hidrossolúveis. Como o arroz integral é uma boa fonte delas, convém cozinhá-lo na panela de pressão, em fogo lento.

Até o humor melhora:
O arroz integral é importante fonte de vitamina B6 e triptofano - ambos precursores de um neurotransmissor chamado serotonina, responsável pela sensação de bem-estar e que tem papel fundamental no controle de compulsões, principalmente a carboidratos. Quando há déficit de serotonina no cérebro, é na caixa de bombons que vamos buscar alívio rápido para a súbita melancolia. O feijão também está lotado de triptofano. Então, ao lado do arroz, reduz o desejo de comer doces e ajuda a espantar estados depressivos, garantindo ânimo e alto-astral. Ainda a favor do arroz integral, saiba que é ótima fonte de tiamina ou vitamina B1, que também entra na linha de produção da serotonina e é essencial para brecar o stress.

TPM!.. Eu?
Está provado... Os sintomas da tensão pré-menstrual ficam bem atenuados quando o feijão frequenta o cardápio. Segundo estudo do Instituto de Medicina dos Estados Unidos, a leguminosa fornece boas doses de tiamina e riboflavina, alguns dos diferentes tipos da vitamina B, que está associada à redução de sinais como irritabilidade e inchaço - presentes mês sim e outro também.

Proteção contra câncer:
Além de diminuir o risco de tumores no intestino porque suas fibras ajudam a eliminar toxinas, o feijão pode prevenir o câncer de mama, graças às isoflavonas presentes nos grãos. Essas substâncias reduzem a ação do estrógeno, impedindo a proliferação de células mamárias alteradas. Sem contar que também facilitam a absorção de gordura, relacionada ao aparecimento de tumores nos seios.

Vida longa à parceria:
Prato mais popular do que o tradicional arroz com feijão não existe. Apesar disso, dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelam uma tendência de queda no consumo. Entre outros motivos, porque a praticidade dos pratos prontos ou semiprontos acaba prevalecendo sobre o alto valor nutritivo de refeições saudáveis. Nem o corre-corre de todo dia, porém, justifica abrir mão dessa dupla. Afinal, em qualquer restaurante por quilo lá estão o arroz e o feijão, prontinhos para ser saboreados. E sempre resta a opção de congelar os dois alimentos para levá-los à mesa na hora do jantar.

Emagreça a dupla:
Convencida a não fugir mais dessa saborosa parceria?.. Ótimo. 
Então agora você só precisa dosar as quantidades. Se você faz dieta ou quer manter o peso, adote a proporção de duas colheres de arroz para uma de feijão. Também é importante evitar óleo e sal em excesso, e esqueça os temperos prontos, a linguiça e o bacon pelo alto teor de gordura, tudo isso que deixa o feijão pesado e prejudicam a saúde. 
E para tornar a combinação ainda mais saudável e atraente, sugerimos que incluir no preparo ervas e especiarias, como por exemplo: tomilho, sálvia, orégano, alecrim, cúrcuma, coentro, ou gengibre.

E procure deixar o feijão de molho por algumas horas. Além de apressar o cozimento, a medida afasta o fitato, substância que se liga a minerais como zinco, ferro e cálcio, impedindo a absorção de nutrientes e produzindo gases. 

Uma estratégia para diminuir as calorias do arroz branco é adicionar vegetais na preparação, pois retardam a absorção do carboidrato. A couve-flor por exemplo, consegue reduzir à metade o valor calórico de uma porção, e vale também juntar cenoura, que ainda agrega sabor ao prato.



Fonte:  http://www.nutrinet.com.br     &      http://boaforma.abril.com.br

22 comentários:

  1. Bom dia Márcia,
    Ótimas dicas!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  2. Amei o post, nem sabia de algumas coisas ai, mas agora sei hahaha !
    Ótimo dia.
    beijos divasconnected.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Márcia, nada com um gostoso feijão com arroz pra deixar o dia mais completo e saboroso, adoro!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Márcia,
    feijão e arroz está sempre presente em nossas mesas, são
    ingredientes que não podem faltar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Achei ótimas as informações, não sou muito fã de feijão, mas sempre faço!! bjs
    Maura

    ResponderExcluir
  6. Pues yo el arroz lo consumo a menudo y los frijoles menos, en España, se prepara en guisos de cuchara...besos

    ResponderExcluir
  7. Uma dupla imbatível, sem dúvida.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/09/Galette-de-Maca.html

    ResponderExcluir
  8. Oi Márcia,
    Amo essa dupla, e quem resiste?
    Sinto falta quando demoro de comer.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Muy buena receta, yo en partícula me gusta mucho el arroz,como se puede hacer de muchas formas.BESITOS

    ResponderExcluir
  10. Quanta coisa boa não é verdade???
    E cá para nós...nada como um delicioso arroz e feijão!!!!! ADORO!!

    Adorei o post parabéns!!

    Andressa
    http://pimentasdocepimentas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Полезна информация и вкусно ястие! Поздрави!

    ResponderExcluir
  12. Márcia querida amei seu post!!!, super informativo, bjs e boa tarde, Ana ;).

    ResponderExcluir
  13. Amo demais feijão e arroz combinação perfeita não é mesmo?

    http://simpleseagradavel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Comer las legumbres junto a un cereal hace que se aprovechen mejor sus propiedades.
    Es un plato exquisito.
    Besos.

    ResponderExcluir
  15. Hummmmmm!
    Adorei o post.
    Acho que preciso comer mais feijão e menos arroz, mas o problema é que sou apaixonada por um arroz bem quentinho...
    Bjssssssss querida

    ResponderExcluir
  16. uma delicia..parabéns .visitando e seguindo http://batonrosamakeup.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Que bueno con lo que me gusta a mi este platito, encima si es beneficioso, que mas vamos a pedir, besos
    Sofía

    ResponderExcluir
  18. En casa no nos falta en el menú semanal, ni el arroz ni las judías blancas "frijoles".

    Nos encantan y si encima son tan buenos para el organismo, qué mejor!!

    Besos desde http://misfrikirecetas.blogspot.com.es/

    ResponderExcluir
  19. ES muy sano. Yo siempre tengo dos kilos por lo menos en casa. Uno del redondo para el arroz con leche y otro del largo para lo demas.

    ResponderExcluir
  20. Que entrada más interesante Marcia, más para los que como yo no lo hayamos comido nunca juntos, los probaré, de cualquier forma tiene que estar rico, aunque aqui no tenemos costumbre. Me alegro de haberlo leido. Besos

    ResponderExcluir