Pesquisa do Blog

27 de set de 2014

Preciso mesmo Disso?

Uma adolescente saiu com o seu avô e ambos decidiram ir ao shopping.
Chegando lá no shopping, a adolescente disse que iria comprar dois sapatos, duas camisetas, uma saia e um kit de maquiagem.

O senhor, dos seus quase 75 anos, olhou para a neta e disse:
- Querida, no meu tempo vivíamos na roça, com muita escassez de recursos. Então, meu pai, seu bisavô, sempre que nos dirigíamos ao centro da cidade para fazer algumas compras, ele me ensinou a sempre fazer uma simples pergunta.
- A pergunta é: preciso mesmo disso?

A neta olhou para o seu avô e disse:
- Ah vô, precisar mesmo eu não preciso, mas vai ser bom ter essas coisas a mais.

O senhor olhou para a jovem e disse:
- Veja querida, se você está adquirindo algo de que não necessita, isso se chama “criar a própria necessidade”. O ato da compra se transforma apenas num ritual que gera prazer e satisfação momentânea, mas, no fundo, é algo totalmente desnecessário e vazio. Você está criando em você mesma a necessidade da compra, mas na realidade você não precisa destas coisas. Vamos lembrar que você já possui uma grande coleção de sapatos em sua casa que eu já vi. Você já tem muitas camisetas parecidas com essas que você quer comprar. Você já tem várias saias, e já possui um kit completo de maquiagem. De onde nasce o desejo por mais compras de objetos que você já possui?

A neta não sabia bem explicar o motivo de querer comprar estas coisas. O avô continuou.

- Em sua vida, lembre-se sempre dessa simples pergunta: preciso mesmo disso que desejo comprar? Pois, na maioria das vezes, nossa noção de necessidade de compra nada mais é do que uma necessidade criada apenas para satisfazer uma ânsia de consumo passageira, e não é algo que precisamos, que será útil, ou que fará alguma diferença em nossa vida. O homem moderno sempre consome muito mais do que precisa, sempre come muito mais do que precisa, e quase sempre faz muitas coisas que não são verdadeiramente necessárias, tudo para corresponder a um instinto que foi criado por ele mesmo ou pela mídia, mas que não encontra nenhuma base em sua realidade.

A adolescente, ouvindo estas palavras, disse:
- De fato, não preciso destas coisas…
Ela voltou ao balcão da loja e devolveu cada um dos itens que iria adquirir.

O idoso concluiu:
- Lembre-se sempre da pergunta chave, um questionamento muito importante: Isso realmente é necessário? Preciso mesmo disso? Na maioria das vezes, a resposta é NÃO…
                                                                                                                                Hugo Lapa
  
Tenham TODOS um Excelente Fim de Semana!


8 comentários:

  1. Comprar pode ser um vício.
    Bom domingo

    ResponderExcluir
  2. Una muy buena y cierta pregunta. Muchas veces es la influencia de los medios de comunicación la que nos lleva a comprar sin necesidad.
    Besos.

    ResponderExcluir
  3. oi Márcia uma grande lição que muitos precisam aprender ainda bjs Rosinha

    ResponderExcluir
  4. Uma pergunta que uso cada vez mais e para tudo!!!
    bj amigo

    ResponderExcluir
  5. Boa pergunta essa.
    A TV nos incentiva a todo tempo o consumismo e se formos na onda.....
    Boa semana. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Márcia!!!
    Confesso que fui aprendendo a me fazer esta pergunta com a maturidade!
    Logo que comecei a trabalhar, parece que queria comprar o mundo...mas depois fui vendo que tudo isso é uma ilusão!!!
    Adorei o texto!
    Beijos e linda semana pra ti!!! =)

    ResponderExcluir
  7. Boa noite Márcia
    Verdade,uma lição para se refletir e praticar.
    Beijos,tenha uma linda semana.

    ResponderExcluir
  8. Querida Márcia
    Uma grande lição para adultos e jovens!
    Um bom fim de semana.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir